segunda-feira, 16 de março de 2009

Da leitura solitária à leitura solidária...

Já aproveitando a "deixa" de Eliana em sua entrevista, trazemos agora um pouco dessa passagem da leitura solitária à leitura solidária... Uma prática que pode ocorrer nas leituras dos diversos suportes aos quais temos acesso: filmes, livros, internet entre outros mais. Assim como um galo sozinho não tece uma manhã, um leitor sozinho não tece uma leitura... Precisará ele de muitos outros leitores, cada qual com suas leituras que compartilhadas, tecerão e entretecerão novos olhares e novas "manhãs".
Vejam o vídeo de animação que se inspira na bela poesia "Tecendo a manhã" de João Cabral de Melo Neto. Não somos nós, leitores, como esses galos tecedores de amanheceres??

8 comentários:

Marcio disse...

Parabéns pelo vídeo e sua mensagem. Em minha infância e adolescência ouvia galos todas as manhãs (muitos), depois quando adulto tive que ir cada vez mais longe para ouvi-los e também participar desta alegria de anunciar as manhãs. A comunicação faz a alegria e o crescimento, transmitindo o conhecimento.

Anônimo disse...

É, Hoje raramente ouvimos o galo cantar, Marcio.
Somos sim leitores tecedores de amanheceres p/ muitos que todos os dias ouvem nossas histórias e as passam adiante.
Adorei o vídeo e o texto!!
Bjuxxx
Priscila Soares.

Adriana Hoffmann disse...

Olá Priscila!!
Que bom que passou por aqui... Obrigada!! Seus comentários me alegram muito,viu? Que bom que gostou da postagem!
Beijos,
Adriana

Adriana Hoffmann disse...

Marcio,
Muito bom ver seu comentário de novo por aqui... Sei que sempre nos lê mas nem sempre comenta. Obrigada!!!
Beijos,
Adriana

Marcio Carnevalli disse...

Eu gosto de galo!
Meu avô um dia comprou um galo para acordar todos de manhã, porem o meu pai não gosta de galo. Ele diz que quem acorda as cinco horas da manhã se não for passear, está doente. Mas eu gosto de galo.
Marcio.

Adriana Hoffmann disse...

Olá Márcio,
Que bom que apareceu por aqui... Obrigada pela visita!
Pelo sobrenome é marido de Monique não? Nossos maridos sempre participando, né Monique?
Beijos,
Adriana

Monique Carnevalli disse...

Adriana, adorei o vídeo e o poema!!!
Sim, você tem razão esse Marcio é o meu marido. Gostei de ver uma pessoa tão querida postando comentário no nosso BLOG.
Beijos para todos em especial para o meu marido, Monique.

Adriana Hoffmann disse...

Monique e Marcio,
Vocês estão sempre convidados a aparecer por aqui... Obrigada pela visita!
Beijos,
Adriana